Imagine como foi para José e Maria, que sabiam exatamente quem era aquele menino envolto em panos e deitado na manjedoura. Que será que ela pensava e sentia enquanto trocava suas fraldas ou amamentava o Deus-Homem?

Imagine se ela pudesse registrar seus primeiros passos. O Criador do Universo, que pela Palavra do Seu Poder estabeleceu os astros em seu lugar, que sustenta todas as coisas, precisando aprender a andar, como qualquer um de nós.

Aquele que é a Palavra, o Verbo eterno, como teriam sido suas primeiras palavras balbuciadas para o encanto dos pais, como até hoje acontece quando nossos filhos começam a falar?

O Deus Eterno, Soberano e Criador decidiu se tornar um de nós. O Verbo virou gente. Nunca se ouviu de um deus que tenha se tornado semelhante à sua criatura para resgatá-lo de um mal que ela mesmo tinha feito a si e da ofensa que tinha feito contra seu próprio Criador. Não é possível compreender a dimensão desse mistério. Deus em carne. O intangível se tornando real. O onipresente se restringindo a um corpo. O invisível agora podendo ser visto.

E o menino cresceu. Tornou-se um adolescente obediente e submisso a seus pais humanos. Depois tornou-se um jovem e foi conhecido como um carpinteiro confiável. Aos 30 anos, o homem Jesus começa sua manifestação pública, provando por obras e palavras ser o Messias, o Cristo, o Filho de Deus.

Em seu corpo físico que Ele é julgado e condenado. Leva sobre si os nossos pecados na cruz do Calvário. Seu corpo é depositado numa caverna fria, como se isso pudesse sepultar Sua Eternidade. Não podia. Ao terceiro dia, Jesus Cristo, o Eterno Deus, ressuscita gloriosamente.

Agora o Verbo está novamente no Trono do Universo, seu lugar por direito. Em breve, os céus se abrirão e Ele virá para julgar o mundo com justiça.

Você pode se lembrar dele representado no presépio. Mas precisa conhecê-lo como o Emanuel, o Deus Conosco, que veio até onde estamos para que possamos ir para onde Ele está.

Muito mais que um frágil bebezinho, o Verbo eterno. Jesus Cristo é Deus!

Para ouvir o áudio na voz de Mariana Gazotti, clique aqui.