Um menino nos nasceu, mas um Filho nos foi dado.

Um menino nos nasceu. Mas o Filho sempre existiu.

Ele não foi criado por ninguém. Estava lá desde o princípio. É a razão e o Criador de tudo o que existe. Não havia nada na imensidão do espaço. Mas Ele já estava lá. Deu forma a tudo. Nada foi feito sem Ele.

O Filho que nos foi dado é o Auto-existente. Não é uma criação da mente humana nem mesmo de uma divindade. Ele é a própria divindade.

Em geral, as pessoas não se incomodam muito com a ideia de existir um Deus. Desde que seja um Deus genérico, que você chama pelo nome que quiser. Esse é o grande escândalo do Natal. O Deus dos cristãos tem nome: JESUS! Não é um deus a mais no panteão dos deuses criados pela imaginação humana. Ele é o único Deus. Ele é o eterno Deus. Ele é o verdadeiro Deus.

Pode ser chocante para alguns, loucura para outros. Mas assim como o reconheceram aqueles sábios vindos do Oriente, o menino é Deus! Ele é digno de ser adorado. Assim como reconheceu Isabel, sua prima Maria era a “mãe do seu Senhor”. O menino é o Senhor dos senhores.

O VERBO SEMPRE FOI, É E SEMPRE SERÁ DEUS!

 

Para ouvir este texto na voz de Mariana Gazotti, clique aqui